Carregando...

Archer Network

0

Notícias


Artigo - Ragnarok no Brasil


Nome: Editorial AntBR

Discord: https://discord.gg/yQUKHGB

Sobre: Desde 2008 no ar, mantemos a infra-estrutura necessária sem nenhum custo para que amigos possam jogar juntos, brigar juntos e se aventurar cada vez mais em jogos utilizando a rede mundial de computadores, seja hospedando TeamSpeak, testando servidores ou concertando no-breaks quebrados as 3 da manhã... sim senhor, nós somos a Archer Network!

Gravatar

Número de acessos: 348

Publicado em 02/06/2019 por Editorial

Estamos quase embarcando na nova década de 20, e após quase quinze anos de estréia no Brasil, ainda temos assunto para falar de Ragnarok Online, jogo que estreou no Brasil em 2004, pouco mais de dois anos após sua estreia na Coréia, país berço do jogo.

 

 

Existem diversas repostas para a pergunta de o porque de esse jogo ainda ser relevante, no entanto se consideramos as mais importantes como "A facilidade de aprender o básico do jogo devido a mecânica simples do gameplay" ou "a imensa quantidade formas de se construir o personagem", também tem "a facilidade de arrumar um computador que roda o jogo" ou a favorita que é "o ambiente que emula uma vida virtual ideal no sentido de permitir se aventurar com amigos, obter itens raros e as vezes até mesmo encontrar a pessoa dos seus sonhos".

 


 

Gaussiana de vida útil de um jogo

 

Toda a vida útil (ou seja o período que o jogo ainda é rentável para a desevolvedora e demais empresas envolvidas) de um jogo seja online ou offline pode ser representado por uma gaussiana, sendo sempre um "fator termômetro" em função do tempo, que se inicia no lançamento e encerra-se com o final do suporte por parte da desenvolvedora, como representado na figura abaixo:

 

 

Em jogos online, esse "fator termômetro" pode ser definido principalmente pelo numero de jogadores participando, isso pelo simples fato de que é impossível um jogo online fazer sucesso sem jogadores, sendo assim quanto mais tempo um jogo online conseguir manter um número elevado de jogadores online, mais sucesso ele irá fazer, logo, mais vida útil terá.

 

Vários são os fatores que segundo a opinião dos jogadores ajudam a manter o sucesso de um jogo online e devem ser realizados pela empresa que desenvolve e demais empresas envolvidas com o projeto, sendo algum deles:

 

 - Criatividade nas atualizações

Fluidez na continuação da história principal e sentido no novo episódio em existir.

 

 - Zelo no equilibrio das skills e mecânica do jogo.

Não mudar coisas que ninguem pediu ou ainda mudar comandos básicos sem razão.

 

 - Manter a economia ingame saudável e com inflação baixa.

Não permitir BOTs farmando itens, pois isso acaba com a oferta e procura deles, ou ainda itens de cash (ROPs) que são negociaveis e permitem tornar obsoleto um item dropado por monstros com efeito similar, porém inferior.

 

 - Fiscalização das regras do jogo ingame para mitigar as injustiças.

 Punições feitas por GMs no ambito do jogo não irão resolver todos os problemas, no entanto ajudam a melhorar a imagem da empresa responsável pelo jogo (via melhor esforço), o fato de eu usar blusa no inverno não acaba com o frio, no entanto ajuda a enfrentá-lo e mostra boa vontade de minha parte.

 

 - Demonstração de comprometimento para com os clientes com a eficácia no atendimento e fraternidade para com a comunidade.

 A impessoalidade de uma empresa no atendimento é positivo, no entanto ao invés de se propor a oferecer uma infraestrutura (nesse caso o servidor) e tratar quem utiliza os recursos como usuários (nesse caso o jogador), é interessante notar a crescente adoção do princípio de boas práticas do ITIL e passar a tratar a própria empresa como uma provedora de serviços (nesse caso de entretenimento) e o jogadores como clientes.

 

 - Manter-se atualizada sobre as novidades ingame realizadas por jogadores.

 A primeira vista pode soar tempo perdido, no entanto se trata de uma questão estratégica para qualquer empresa que forneça um um serviço de jogo online se inteirar sobre a estrutura social do jogo, um exemplo simples é conhecer quais as maiores guidas no servidor e quais são seus líderes, eles mais do que ninguém saberão apontar as dificuldades do servidor bem como as de seus membros.

Outro exemplo são os jogadores antigos, somente eles terão condições de dizer o que era bom e o que era ruim em uma determinada versão do jogo.

Esse tipo de informação é vital para eventuais feedbacks e planejar estratégias a médio e longo prazo para o jogo em questão.

 

- Ficar ciente das diferenças e a existência dos perfis de jogadores.

Em geral todos os jogadores MMORPGs podem ser classificados em:

 

Hardcore - Possui personagens focados em PvP ou GvG, quando faz PvM normalmente é focado na melhora dos equipamentos que serão utilizados em batalha contra outros jogadores, possuem um perfil que na medida do possível gasta o que for necessário para aprimorar seu personagem e estuda muito as builds e técnicas, possuem um profundo conhecimento dos equips, builds e estratégias de batalhas. 

 

Casual - Possui personagens focados em PvM e até eventualmente pode participar de um PvP ou GvG, mas sabe as limitações, melhora os equipamentos focados em luta nas instancias e mapas de mostros, tenta aproveitar a história e aproveita bastante as atualizações para tal, não costuma gastar muito em equipamentos, porém pode focar em visuais e conhece bastante os mapas de up.

 

 

Como o investimento inicial de um jogo online não é barato, quanto mais a gaussiana da vida útil durar em um jogo online, mais tempo haverá jogares satisfeitos com o servidor (e com isso se divertindo) e mais tempo a desenvolvedora e as empresas relacionadas irão se beneficiar dos recursos provenientes de tal... é uma troca mútua e benéfica a ambos.

 


 

Ragnarok Online (breve análise histórica)

Como houveram diversos episódios de Ragnarok Online desde o seu lançamento, tomarei a liberdade de dividir o jogo em eras, sendo cada uma chamada pelo evento mais marcante, e tendo seu início nesse evento e seu término no próximo, assim ficará mais facil debater eventos de um determinado momento.

 

 

Lançamento (2004-2006)

 

-- Sobre

Quando foi lançado no Brasil em 2004, Ragnarok Online possuía dois servidores conhecidos como Loki e Chaos, em seguida devido ao grande número de jogadores foi criado o servidor Iris, nessa época ainda havia o comando "/who" que permitia verificar o número de players online, essa foi a fase de início e diversas contas foram criadas, haviam vários personagens logados e nessa época era possível chamar os GMs via PM, na verdade as vezes nem precisava pois eles ficavam logados em Prontera igual os jogadores (sem o /hide, e sim era algo normal e que não gerava alvoroços entre os players por conta disso).

 

-- GMs

E eram vários, vários mesmo, em 2006 segundo o site da LevelUP Games da época eram 30 GMs, como pode ser conferido na figura abaixo, não se sabe ao certo se todos realizavam patrulha ingame ou como era a divisão, no entanto confesso que agradava aos jogadores ver tantos GMs em uma unica lista.

 

 

-- Punições

Na lista de punição haviam poucas, no entanto é possível ver até mesmo punições por "xingamento", o que pode demonstrar o zelo por parte dos GMs na fiscalização ostensiva dos servidores.

 

 

E mesmo em 2005 já era possível ver alguns BOTs na lista de punidos, clicando na lista é possivel visitar o site arquivado (pode apresentar lentidão).


-- Formas de acesso / Servidores

Na forma de acesso, você criava sua conta e tinha 7 dias gratis para jogar, após esse periodo deveria ser pago uma mensalidade para ter acesso aos servidores (também era possível adquirir tempos menores avulso).

 

 

E a procura era grande, tão grande que em 2005 chegaram a exibir a seguinte imagem ao entrar no site www.ragnarok.com.br

 

 

 


 

Heritage (2006 - 2011)

 

-- Sobre

Em 2006 foi implementado o episódio chamado Heritage, o qual habilitou a possibilidade de um personagem de nível máximo (99) se transformar em aprendiz novamente (entre os jogadores ficou conhecido como "rebornar"), a principal vantagem é receber 100 pontos de atributo em troca e poder escolher uma nova classe ao se atingir o nivel de classe 50, conhecida como transclasse, com novas habilidades e bem mais forte se comparado com as classes comuns.

 

 

Em 2007 o www.ragnarok.com.br passou a redirecionar para o site da Level UP Games e não mais para o hotsite de Ragnarok, também nesse ano o período de experiência gratuita passou de 7 dias corridos para 20 horas de jogo ao se criar uma conta no jogo.

 

-- GMs

Na parte de GMs tivemos algumas mudanças importantes, em Janeiro de 2007 a lista com 30 passou para 22, no entanto como é possivel conferir na imagem abaixo, apenas 6 estão na categoria GM Field, o qual é responsável pela verificação do código de conduta de forma ostensiva, sendo que devido a escala de turnos, apenas dois ficavam responsáveis pelos três servidores em cada turno.

 

 

 

Em Junho de 2007 a lista no site passa para 7 sendo que 2 são para eventos, ficando apenas 5 para todo o resto (já não mais informando o horário), nessa fase já era extremamente raro encontrar GMs pelas cidades, até porque com essa quantidade monitorando os três servidores (Chaos, Loki, Iris) não devia sobrar muito tempo livre.

 

 

Em Dezembro de 2008 a lista passa de 7 para 9, não havendo mais separação de classes entre eles.

 

 

-- Punições

No quesito de punições para infratores, além de ser atualizada diariamente, a lista de punidos disponível no site havia várias entradas de punidos... o que a primeira vista parece ruim, no entanto demonstrava para os jogadores o compromisso para a correta conduta ingame por parte da LevelUP Games, a figura abaixo foi tirada no dia 06/01/2007, clicando nela é possível acessar sua versão arquivada (pode apresentar lentidão), ela mostra a tabela de punições do dia 04/01/2007.

 

 

Outro ponto a ser destacado é que apesar de constar punições por uso de BOTs, também existem punições menores, por exemplo como "abuso de habilidade" ou ainda de "linguajar não apropriado", o que é ótimo do ponto de vista dos jogadores pois mostra empenho da equipe de GMs em manter o jogo justo e o ambiente adequado a todos.

 

-- Formas de acesso / Servidores

Em fevereiro de 2007 foi implementado nos três servidores o sistema de ROPS (Ragnarok Online Points), o qual se tornou uma moeda comprada com dinheiro real para uso ingame, com ela foi possível adquirir itens exclusivos no jogo na loja de ROPs, ou seja nessa época ainda havia a necessidade de pagar para acessar, porém além disso era possível adquirir itens extra via ROPs.

 

Em seguida ocorreu a fusão dos três servidores (Loki, Chaos, Iris) em um único servidor chamado Odin, essa fusão aconteceu dia 19/09/2007 e foi anunciada com alguns dias de antecedencia, como a mecânica de jogo era igual nos três servidores não tivemos problemas de adaptação, no entando essa fusão pode ter sido o primeiro sinal de desgaste do jogo, visto que já não haviam tantos jogadores online em cada servidor (nessa época o /who ainda funcionava), uma boa prova disso é que as Guerras do Emperium (WOEs) não ficaram abarrotadas de players, nem mesmo as cidades, na época ficou parecido com o que o Iris era em 2006.

 

No dia 12/12/2007 foi aberto um novo servidor chamado Thor, e esse servidor pode ser considerado um marco pois estabelece a ida de forma oficial do Ragnarok Online para o modelo freemium, uma vez que esse novo servidor é de  acesso é gratuito e são oferecidos itens premium via ROPs (Ragnarok Online Points), tal novidade que causou grandes discuções no Fórum oficial do jogo devido a ser controverso, já que por um parte dos jogadores era alegado que tirava a conquista pelo gameplay e colocava a conquista pela a "carteira", já o lado da LevelUP Games o modelo de negócio por assinatura já mostrava sinais de cansaço (em partes pela grande quantidade de MMORPGs no estilo fremium que começavam a ser lançados na época) e era preciso uma nova forma de fazer a existência dos servidores se tornar viável.

 


 

Renovação (2011-2018)

 

-- Sobre

Em 18/02/2011 nos servidores Odin e Thor foi implementado o episódio da renovação, que entre outras coisas trouxe a terceira classe, que é uma classe além da transclasse com novas habilidades e que te permite ir até o nível 150 (que posteriormente foi ampliado ao 175 no dia 24/02/2016 com a chegada da Fábrica do Terror), novidade para a época, considerando que até então o nível maximo era 99, é possível conferir uma lista com as mudanças nesse link.

 

Com a chegada das novas classes vários usuários vieram aos servidores, os novos acabaram indo em sua maioria para o Thor (pelo menos de início), devido dispensar a necessidade de compra de tempo para jogar, ficando o Odin mais direcionado a quem já tinha char upado lá, afinal leva tempo até juntar dinheiro e fazer todos os equipamentos novamente, obviamente como toda a situação deve ter ocorrido algumas exceções.

 

-- GMs

No novo site da época já não era mais possível consultar a lista com a equipe de GMs, o que deixou alguns usuários surpresos, no entanto mesmo assim vários usuários que já tinham a lista antiga tentaram entrar em contato diversas vezes, inclusive na época era comum pedir ou ingame ou no MSN a lista dos GMs (no entanto a maioria das vezes sem resposta).

 

 

-- Punições

Nessa era a lista de punidos era atualizada diariamente e haviam várias entradas, a figura abaixo foi retirada do site no dia 10/08/2011 e mostra uma grande quantidade de punições por uso de BOTs, o que ao mesmo tempo que indicava um aumento significativo no uso de BOTs, também mostra que havia a intenção em inibir pelo menos parte deles, a versão completa da lista pode ser acessada, clicando na imagem abixo (pode apresentar lentidão).

 

 

Punições por infrações menores como apresentadas anteriormente raramente são vistas, provávelmente devido a redução da equipe de GMs e ao grande número de novos BOTs surgindo.

 

 

-- Formas de acesso / Servidores

Se inicia essa era com dois servidores, o Thor servidor de acesso gratuito com alguns itens do jogo somente por ROPs (Asa de Borboleta, Asa de Mosca) e Odin, que contendo todos os jogadores que vieram do Loki, Chaos e Iris apresenta a compra por tempo para acesso, sendo a mais comum 30 dias, e em ambos alguns itens premium via ROPs, sendo no Odin um pouco mais barato que no Thor.

 

Ficou nessa situação até que em 19/09/2012 foi lançado o servidor Asgard, sendo um intermediário entre o Odin e o Thor, sua forma de acesso foi condicionado a uma compra de valor igual ou superior a R$9,90 em ROPs, feito isso o acesso estava liberado para o jogador, algo que seria como uma prévia do passe de acesso futuro.

 

Como bem sabemos, cria-se em virtude do tempo uma distância muito grande, entre quem está começando e quem joga há bastante tempo, por isso apesar de poucas críticas o servidor foi bem recebido, sendo inclusive lar de muitos jogadores que pararam de jogar no Odin por ele ainda cobrar o acesso por tempo e do Thor, que o achavam muito limitado.

 

No dia 18/02/2014 finalmente chega a mudança na forma de acesso ao Odin, sendo que agora para se realizar o acesso, basta que ao invés de comprar um determinado tempo de jogo, o usuário tenha que comprar um passe de acesso no valor de R$ 29,90, e com isso pode jogar o quanto quiser, obviamente isso levou muitos usuários a deixarem o Asgard de lado e voltarem ao servidor que tinha seus personagens mais antigos e com isso gerando um certo vazio no Asgard, que por consequência levou os antigos do Thor a voltarem aos seus personagens nesse servidor, sobrando somente quem tinha criado o primeiro personagem no servidor Asgard.

 

 

O resultado não podia ser outro, e 12/04/2017 eis que surge a fusão entre o Asgard e o Odin chamado Valhala, que seguia as regras do Odin na forma de acesso, porém sem os descontos nos ROPs que ele apresentava em relação ao Thor.

 


 

WarpPortalBR (2018-Atual)

 

-- Sobre

Em 07/11/2018, conforme anunciado previamente a operação dos servidores de Ragnarok Online no Brasil passou para a WarpPortal, a qual é representante da Gravity (desenvolvedora do jogo) nos EUA, com isso a parte técnica passou a ser responsabilidade dela, enquanto a LevelUP Games ficou a cargo da parte comercial.

 

-- GMs

A seção de GMs que antes ficava em suporte, agora se encontra em Guias, e conta com uma explicação de como é um GM (aparência) e outras informações, no entanto não traz os seus nomes, indicando que realmente os mesmos não devem ser acionados via PM, ao invés disso que se utilize o suporte via abertura de ticket, hoje realizdo no site da Warpportal Brasil.

 

 

-- Punições

A lista de punidos dessa era sem dúvida para os jogadores é mais incomôda, como é possivel verificar na imagem abaixo, apartir de novembro de 2018 simplemente a lista para, voltando brevemente no dia 01/03/2019, com isso partindo do ponto de vista de jogador temos duas possiblidade a serem especuladas, a primeira que simplesmente não houve mais punições, logo não há porque atualizar a lista, o segundo é que algo no processo de migração para a WarpportalBR impediu que essa lista funcionasse corretamente, a levando a ser testada em Março e sendo desativada novamente.

 

 

Seja qualquer uma das duas, isso é muito ruim pois com a quantidade de infrações sendo cometidas diariamente nos servidores, o único termômetro que o usúario pode ter para saber como está a impunidade é essa lista, e deixar de atualizá-la se torna muito ruim para o feedback dos jogadores perante a empresa.

 

-- Formas de acesso / Servidores

As formas de acesso permancem as mesmas do final da era anterior, com algumas mudanças nos valores dos ROPs e a retirada dos itens, passe de acesso Valhalla e acessos VIP para o Thor, das revendas e site da LevelUP Games, sendo possível adiquirir estes itens apenas no site da Warpportal.

 

Na mecânica do jogo ainda não houveram mudanças significativas e estamos aguardando os novos episódios.

 


 

Opiniões e críticas construtivas sobre o Ragnarok

 

Dito tudo isso, chegamos ao ponto aonde (como jogadores) pensamos depois de todos esses anos e fases do Ragnarok Online, a onde exatamente o jogo hoje se encontra nessa gaussiana, devido ao tempo e idade do jogo sabemos que não é no ápice e principalmente que ja comecou a descer, no entanto diferente de um jogo offline, com jogos online é possível mesmo que as vezes parecendo remota, a possibilidade de atrair novos players e com isso elevar o número de jogadores online postergando assim a descontinuação que eventualmente um dia virá, para isso deve-se, sanar o problemas que fizeram os velhos jogadores pararem, e fazer o jogo ser atrativo a novos jogadores.

 

Problemas Urgentes

Obviamente sabemos que não é fácil, mas tomamos a liberdade de realizar um pequeno compilado com pontos mais importantes ao nosso ver, esses itens a seguir foram os mais citados entre as opiniões levantadas via grupos de whatsapp e comércio do Ragnarok, e envolveu toda a comunidade AntBr (motivo esse de ser um editorial)

 

1- BOTs

 São programas de computadores criados com o intuito de automatizar as tarefas que um jogador faz, como upar, farmar itens e etc, são várias as razões dos mesmos serem nocivos mas entre os principais são:

 

 

 

 

 

 - Detonam a economia do servidor (a quantidade de zenys gerada é mais do que qualquer casa da moeda consegue produzir).

 - Favorecem a produção de zenys para venda por dinheiro real (o que é proibido via regras do jogo).

 - Atrapalham o UP de jogadores legítimos.

 - Torna injusto o jogo principalmente para quem vai farmar os próprios itens e tem que disputar com uma máquina que não cansa.

 

É fato que uma solução definitiva para os BOTs é utópica, no entanto a falta de uma solução que pelo menos dure tempo suficiente até uma próxima ser criada e assim por diante, fora que como apresentado anteriormente (nas listas de punidos) não é um problema exatamente recente.

 

Colocar GM para ficar punindo não resolve o problema todo, mas ver BOT de terceira classe (alguns lvl 175) farmando normalmente e não poder fazer nada é algo que frustra o jogador sério e o desincentiva a continuar jogando pelo sentimento de impunidade.

 

2 - DCs (desconexão constante)

Esse problema sempre incomodou, no entanto até ai é normal de qualquer jogo online, mas com o aparecimento de instâncias no Ragnarok aonde não se pode desconectar sob o risco de ficar um tempo sem poder logar novamente (Torre sem fim = 1 semana, Old GH sombria = 3 dias entre outras) é algo que irrita muito, e nesses últimos dias para cá está bem mais complicado, quase toda a hora é DC.

 

Se não for possível resolver os problemas de conexão no servidor (ex. Ataques de DDoS), subam o timeout do protocolo ou então coloquem a biscoitera mais vezes e resetando mais instâncias, para que seja possível mitigar o problema, tentem seguir o lema "Se não for possível resolver, pelo menos tentamos contornar"

 

3 - Demora na entrada dos episódios

Sabemos que existe um problema para tradução dos episódios que serão implementados no Brasil, mas a espera por novos episódios é muito grande e quando vem, ficam faltando várias partes e ainda tem a questão do "balanceio" dos itens que costumamos dizer que o item vem "nerfado".

 

4 - Poucos Mapas para UP 140+

A comunidade não quer só upar seus personagens lvl 140+ na cheffênia, queremos poder upar em mapas normais que possuam mosntros lvl 140+ no dia a dia, fazer quests e instâncias para alcançar level máximo.

 

 

 

Considerações finais

A grande questão é, o porque de como jogadores se preocupar aonde o Ragnarok se encontra na gaussiana? Para nós seria muito cômodo, simplesmente encontrar outros jogos e não falar mais sobre o assunto, no entanto o ragnarok em si a tempos deixou de ser para a maioria dos jogadores sérios, um simples jogo limitado a uma relação cliente empresa e passou a ser uma extensão de nossa própria vida e como tal damos muita importância para ela.

 

Um personagem no jogo leva tempo e dedicação para se tornar parte de nós, através dele fizemos amizades, lutamos, brigamos, conquistamos não só itens ingame mas também amizades, algumas longas e duradouras, por esta razão acredito que seja de interesse de todos que o Ragnarok Online permaneça ativo o máximo de tempo possível.

 

No que depender, por parte dos jogadores sérios, estamos a disposição para ajudar no que for preciso. O jogo nesses anos todos, presenciou seus jogadores se tornarem advogados, engenheiros, médicos entre tantas outras profissões importantes para nossa sociedade, e tudo isso sem deixar o jogo e amigos de lado, portanto juntos temos o conhecimento necessário para retribuir no que for preciso para que a gaussiana de sucesso do Ragnarok Online ainda dure por bastante tempo.

 

Esta é a opinião de todos os membros e comunidade da Archer Network